Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011
Olha, sei que já faz tempo, talvez você nem se lembre mais, mas é que até hoje eu espero que você entre, assim, sem compromisso, de volta na minha rotina para expulsar de vez essa saudade que me atormenta. Quem sabe eu não consiga ter de volta aquele sorriso feliz que eu conseguia com você aqui? Mas você se foi sem dizer que seria para sempre. Engraçado, nem o amor nem a amizade que havíamos um com o outro foi eterna, por mais que prometêssemos. Só a sua ida sem volta. Quando eu disse eu amo você, isso era mais que três palavrinhas para mim. Era uma forma de tentar te mostrar meus sentimentos mais sinceros. E eu, bobinha, acreditei ser reciproco. Não falo de um amor de filmes, falo de uma amizade da vida real, que por sinal, até hoje não sei se foi totalmente real. Da minha parte foi, sempre foi. Eu daria minha vida à você, sem pensar duas vezes. E então você partiu, sem nenhum bilhete, sem nenhuma explicação. Você não pensava duas vezes antes de dizer duras palavras, que eram como uma …

Tem alguém aí?

Qual nome se dá? Qual o nome se tem? Alguém, por favor, descreve, me avisa e me explica. Alguém me diz as perguntas para que eu possa procurar pelas respostas. Estou tão perdida em qualquer lugar, sem coragem para recuar. Aqui não tem placa nem saída de emergência. Não sei se há denominação, se há motivo, saída, se há algo ou se não há nada. Sinto-me inútil, sem vontade, sem desejo, sem dor nem alegria nem sentimento nem nada. Oca, estou tão oca. Por mais que queira alguém para me preencher, não quero ninguém. Só me quero de volta, ter aquela vontade incontrolável de viver. Quero acordar aos domingos com vontade do sol, da luz, do calor, do mundo. E não ir deitar todos os dias com a esperança de não acordar. Não de morrer, apenas de dormir. Não suporto mais você nem ele nem ninguém. Nem a mim. Mas alguém me ajude, por favor. Juro que não sou tão chata assim normalmente. Eu só... Preciso de alguém que me encontre.
Já está tarde, não há tempo para mais nada. Eu te deixo livre para ir a qualquer lugar. Você tentou tantas vezes fugir dos meus braços e eu tentei cumprir a promessa de não te deixar ir, mas agora você tem uma estrada imensa para seguir. Sem mim. Leve no bolso todas as nossas lembranças e aquelas suas mentiras bonitas, os panos molhados com falsas lágrimas. Vai que eu te cuido de longe e continuo rezando por você. Vai que, mesmo você me fazendo tão mal, eu ainda te quero bem.

Minha Temporada De Flores

Me espera amor que estou chegando, Depois do inverno a vida em cores, Me espera amor nossa temporada das flores. (Leoni)
Espera, meu bem, logo tudo isso chegará ao fim e poderemos ser um do outro muito mais do que já somos. Espera um pouco para sermos felizes. Sempre que te falarem, como quem não tem nada mais para falar, que tudo ficará bem, que tudo passará, acredite. Foi por uma trilha de espinhos e vidros quebrados que o meu coração teve que encarar para chegar nesse estado de paz, de calma, de venha-o-que-vier. Foi lutando que aprendi a lutar. Só assim. Não teve treino, não teve uma preparatória, não teve um manual de sobrevivência. Jogaram-me no mundo e lutei com garras e dentes. Antes, é claro, algumas garras e dentes me feriram. Então é esse o conselho que te dou: segue em frente. Não para pra olhar o que ficou atrás, para conferir se está tudo certo, para tentar concertar. Não para pra lamentar não. Segue em frente. Só assim nos encontraremos novamente.