Pular para o conteúdo principal

-



Você também se sente angustiado por estar preso em seu próprio corpo? Em seu corpo, nome e vida, preso junto com a voz do seu pensamento, ao seu Eu.

Sim, é claro que posso modificar meu corpo, cortar o cabelo, mudar de cidade, mudar até não me reconhecerem mais. Mas ainda serei eu. Ainda me reconhecerei no espelho, ainda ouvirei essa voz quando fecho os olhos. Aprisionada em um único passado, a uma história, lembranças, sufocada por arrependimentos e escolhas mal feitas, tendo de suportar as consequências de tudo. Tendo que engolir os meus medos e a minha covardia, agarrada a uma indecisão que não me permite andar. Sinto como se estivesse sendo arrastada pelo tempo, dia após dia, arrastada e empurrada. Onde eu chegarei? E quando? Quando tudo vai mudar?!

Você não sente que é aterrorizante estar preso neste lugar? Nosso único destino é morrer: o que acontecerá até lá?

É tão apavorante ter que ser eu todos os dias, não poder tirar férias do meu próprio convívio, do meu sentir. Não importa o quanto eu me distraía, no fim da noite ainda estarei ali, sozinha comigo mesma.(...) Você também não suportar estar diante de si todos os dias? Não há como fugir disso. A incapacidade de se perdoar, de se entender e decidir... Você também se sente lamentavelmente só? E perdido...

Comentários

  1. Enquanto não morremos iremos vivendo da melhor maneira possível... Beijos

    http://mundodenati.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário