Pular para o conteúdo principal

E hoje?



Havia mais romance antigamente, em geral...
Não tínhamos medo de dizer o que sentíamos. Você, delicadamente, escolhia as músicas certas e cantava para mim sobre seu amor. E ninguém dizia que isso era um problema. Ninguém apoiava o orgulho. Ninguém dizia que se apaixonar era sinônimo de ser fraco...
“Você pensa em mim?
Eu sonho com você todas as noites.”
As pessoas acham bobo. Eu me acho uma boba, idiota, hoje em dia, quando me sinto dessa forma. Mas eu não me esqueci de poder ser feliz ao lado de alguém, sem a dor da preocupação se eu sofreria depois... porque era comum dizer ‘para sempre’, mesmo que não fosse. Mesmo que não fosse para sempre, ao menos, naquele momento, nós queríamos passar a vida toda juntos. E hoje? O que temos hoje?

Comentários

  1. Se apaixonar foi e sempre será uma fraqueza, pois a pessoa permite se moldar ao outro. É vulnerável. Qualquer palavra mal dita, ou gesto mal executado, vai sim fazer esta pessoa se desmanchar completamente, porque ela se importa, e quando você se importa, qualquer coisa relacionada vai sim te ferir. Então não importa se é tempos antigos ou atuais. O amor torna o ser humano incapaz de se cuidar sozinho. É uma dependência necessária e esperada por todos. Infelizmente.

    ResponderExcluir

Postar um comentário