Pular para o conteúdo principal
"(...) Eu sou feliz demais quando um cara solta uma cantada ridícula pro meu lado, mas também sou triste demais porque essas idiotices me lembram você. Não era o loiro dos olhos verdes ou o moreno dos olhos-cor-de-mel que eu queria, era o par de olhos castanhos escuros e o corte de cabelo baixo que você tem. Juro que até abriria mão do ruivo de olhos azuis em troca da sua risada solta. O problema não é ser feliz, o problema é que qualquer tipo de felicidade me lembra a nossa. E qualquer indicio de risada me lembra a época em que eu sorria fácil ao seu lado. (...)
Eu sofro porque tenho todos os motivos do mundo pra ser feliz, mas nenhum deles é o bastante. Eu poderia escolher mil e um caminhos diferentes pra trilhar ao lado de mil e uma outras pessoas diferentes e mais bem vestidas do que você, mas nenhum deles é tão bom quanto o esburacado e árduo caminho que era estar ao seu lado. (...)
O mundo é monótono e vazio e cheio de poluição visível na tua ausência. Em um segundo ou outro, confesso que consigo ser tão feliz ao ponto de vê-lo em cor-de-rosa, mas logo em seguida tudo vira pó e cinzas de novo. Nenhuma felicidade é digna de ser vivida até a ultima gota que possui se você não estiver incluso na virgula principal dela."

Comentários