Pular para o conteúdo principal

Dama


Desculpe-me, não posso ser sua dama.
Não sei dançar a sua dança, pois não há amor.
Não sei dançar o seu ritmo, pois não há calor.
Desculpa, meu coração é desobediente. Só sei me entregar se alguém  me obrigar com carinho. Só sei entregar meu coração quando já não é mais meu. Desculpa, menininho, mas o carinho das minhas cartas não é para você.

Comentários

  1. Que texto lindo... Pareceu muito sincero!

    Meu cantinho: http://olacocorderosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Toda dama tem o seu cavalheiro, pena tu não ter encontrado o seu ainda. Beijo

    ResponderExcluir
  3. Que fofo! hahaha texto,poema,soneto. <3
    Estou te seguindo. Amo blog de textos (:
    www.avidaemletras.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário