Pular para o conteúdo principal

Só paz e uma vidinha tranquila

         Eu queria um menininho com um coração ingênuo e bondoso. Menininho esse seja quem for, apareça-me, por favor, e me traga um sentimento que não faça o meu pobre coração ferido doer ainda mais. Não precisa vim com flores nem saber tocar no violão a minha música preferida, não precisa ter um sorriso bonito o tempo todo. Menininho, seja bonito aí dentro e não aqui fora, porque o mundo desse lado deixa tudo mais feio e me amedronta, eu quero morar dentro de você. Já vivi tantos dramas e loucuras, não quero mais ondas violentas, quero rio e lagoa, um vento tranquilo e não um tornado. Menininho, seja simples e leve e terá meu coração. Nós não precisaremos de jogos nem de regras bobas, você não precisa quebrar a cabeça para tentar me entender. Não preciso que me rejeite só para que eu sinta saudades – sinto sua falta assim que você vira as costas pra voltar pra sua casa. Não quero cenas de novelas na vida real e, por favor menininho, não me provoque ciúmes só para eu ter medo de te perder – esse já é o meu maior medo. Não ouça o conselho dos seus amigos sobre mim, eles não me conhecem como você, eles não têm o amor que a gente tem. Quando brigarmos, deixa o orgulho de um lado e vem pro meu lado. Eu quero que você tenha o mundo inteiro como opção, mas prefira passar o dia ouvindo as minhas piadas sem graça – que você ri só do meu sorriso. Não quero o mundo inteiro, eu gosto da nossa casa, do nosso cantinho bagunçado – a nossa casa é onde você estiver. Vem cá, vamos ver o sol se pôr e nascer de novo, vamos inventar algo novo, jogar videogame – mas você precisa me deixar ganhar às vezes. Eu não quero ter que me preocupar sobre você se enjoar de mim e me renovar todos os dias. Eu quero você e quero que você me queira também, assim desse jeito, sem ter que mudar nadinha. Sem dor, sem tristezas, só paz e uma vidinha tranquila. Eu quero ser para você o mesmo que você é pra mim.

Comentários