Pular para o conteúdo principal
Não é só sobre o amor.
Não é só sobre o desgastado medo de perder alguém.
Por que tudo ao meu redor tem que ser sobre você? Sobre seus alarmes e trapaças? Por que sempre esqueço de mim quando você está por perto?
Não tem que ser assim. Não.
Eu tento fugir de você, mas você me persegue como uma sombra. Você se transforma em qualquer coisa, insiste em perturbar minha mente. E quando consigo me recuperar de todos os seus chutes, quando aprendo a ser forte e entender que você foi embora para sempre e não volta mais.
Você volta e me desequilibra.
Você volta e intensifica tudo.
Precisamos aceitar que não há mais jeito de escapar. Estamos ligados por algo muito mais forte que qualquer coisa natural. Não importa quantas vezes nos desencontremos ou desentendemos, a vida dará um jeito de nos unir e trazer de volta todo esse amor surrado e cheio de exageros, só para esfregar na nossa cara que é amor e pronto. Não há solução.
Talvez porque não haja problema.
Nós que inventamos dificuldades, construímos lombadas e buracos onde poderia ser algo reto e tranquilo. Afinal, você sempre odiou coisas chatas e tediosas, não deixaria que nosso relacionamento fosse algo sereno.
Mas eu gosto de coisas calmas. E não há mais relacionamento nenhum, além daquele que não conseguimos dizer ‘chega, acabou’.
Nunca realmente acaba.

Comentários