Pular para o conteúdo principal

Um balde de palavras frias.

Me diz que você já não gosta mais tanto assim de mim, que as feridas que te causei foram fortes demais e todo aquele sentimento escapou pelos buracos que fiz em teu coração. Talvez assim eu consiga te deixar partir, abrir mão dessa sensação boa que você me traz. Me diz assim sem pena, sem medo de me machucar, me diz e eu paro de insistir. Porque você grita me pedindo para te soltar, mas é difícil quando teus olhos imploram o contrario, alegando que precisa dos meus carinhos. Então, se quer partir, preciso que pare com a voz doce. Diz que já não é meu abraço que você quer, que tudo o que vivemos se tornou apenas uma lembrança qualquer. Diz e eu paro. Grita para eu acreditar, joga palavras frias que me acordem desse sonho bom. Pois ainda sonho que estamos juntos. Te vejo assim de longe, te admiro e te desejo. Te vejo partindo enquanto eu grito “não vai, fica ou me leva junto”. Acho que se você soubesse do que eu sinto, ainda estaria aqui. Acho que não demonstrei bem... ou não seria preciso te pedir para gritar.

(Rayanne C.)

Comentários