O tempo não pode apagar nossas pegadas

Seguindo esse mesmo caminho, te encontrei e te perdi. Andando nessa mesma estrada, te segurei e derrubei. Ah, foram tantas historias que fomos deixando nessa trilha, cada passo uma marca, cada lágrima que secou, um sorriso que se eternizou. Suas brincadeiras que me deixavam feliz, nossas piadas sem graça que nos trazia gargalhadas. Se lembra das músicas? Do tempo bom. Deixamos mentiras e verdades, que o vento fez questão que trazê-las de volta. A verdade é que quase tudo era mentira. Exceto nós, que sempre fomos verdade.

(Rayanne C.)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Guarda-chuva amarelo

Lar.

Fotografias em palavras