Pular para o conteúdo principal
Eu já não entendo o que se passa do outro lado da janela. Há lágrimas, há sorrisos, mas ninguém parece realmente chorar, ninguém parece realmente estar feliz. Eu já não entendo mais como funciona essa coisa que chamam de sentimentos. Como é estar feliz? Faz tanto tempo que não sinto isso que nem me lembro mais. Eu não sinto, apenas finjo e ninguém parece perceber. Eu não consigo compreender aonde querem chegar todas as pessoas que sorriem querendo chorar. Um dia já achei que fosse assim, me enganei. Eu não quero sorrir nem chorar, quero apenas uma paz que me permita fugir de tudo que já me atormentou. Sinto-me como se estivesse oca por dentro, mas há tanta vida ao meu redor. Eu deveria estar feliz, eu deveria sorrir e cantar, mas só ouço música para fugir do silencio. O silencio me traz lembranças e elas já não me fazem bem. Fazem-me pensar nesse doloroso ciclo que já não faz sentido. Porque estamos tristes, ficamos felizes, mas logo caímos e subimos de novo. Qual a logica, qual o porquê de começar algo sabendo que ele terá um fim? E que esse fim será extremamente dolorido? Eu não quero isso. Eu não quero altos e baixos. Quero viver na calma, parada em apenas um estado: ou feliz, ou triste. Acho que é por isso que estou fugindo de todas as coisas que ameaçam me tirar dessa melancolia. Por que ser feliz, se logo irá acabar? Mas também, por que ser para sempre triste, se poderei voltar a sorrir? Cansa pensar, cansa viver. Por isso eu apenas observo, finjo e volto à minha paz. Uma música alta e um pouco de café. Não se preocupe comigo, amanhã passa.
(Rayanne C.)

Comentários