Pular para o conteúdo principal

A chuva que não passa

As nuvens cinza cobrem toda a beleza do céu, lá fora. A mágoa, o medo e os erros cobrem o nosso amor e faz chover aqui dentro. E me pergunto: o que vai ser agora? Se minhas mãos estão ameaçadas a viverem longe do toque das suas por um tempo que eu nem saberia dizer? O medo aumentou, meu bem, e me deixou assustada. Tão assustada a ponto de fechar os olhos e não querer ver mais nada. Eu fugi da tua luz por ter medo da escuridão, eu apaguei as chamas por ter medo delas te queimarem. Eu fiz chover, meu bem, mas tinha esperança que, com o teu sol, tivéssemos um arco-íris.
(Rayanne C.)

Comentários